FIES | MEC pode cobrar na Justiça prestações atrasadas

A cobrança que era feita apenas na esfera administrativa agora a passará para judicial, então é importante se organizar financeiramente e procurar uma oportunidade de emprego para iniciar pagar as pendências do FIES.

2020 foi o record de inadimplência do Fundo de Investimento (FIES) o Ministério da Educação (MEC) mudou regras do programa para poder cobrar na justiça cerca de 584 mil estudantes com prestações atrasadas há mais de um ano. Resolução publicada nesta sexta-feira (27) , no Diário da União libera a cobrança destes contratos, firmados até o 2° de 2007 , que somam 12 bilhões.

Por Educação.estadão adaptado / foto internet.