AUXÍLIO EMERGENCIAL | Câmara aprova prioridade a mulher como chefe de família

A Câmara dos Deputados aprovou, ontem(2), o projeto de lei que estabelece prioridade a mulheres que são chefes de família no recebimento do auxílio emergencial, mesmo quando o pai também informa ser o responsável pelos dependentes. A matéria segue agora para o Senado Federal.

Pelo texto, se houver conflito de informações prestadas pela mãe e pelo pai, deverá ser dada preferência de recebimento das duas cotas de R$ 600,00 pela mãe, ainda que sua autodeclaração na plataforma digital tenha ocorrido depois daquela feita pelo pai.

O homem que tiver a guarda unilateral ou que seja responsável, de fato, pela criação dos filhos, poderá contrariar as informações da ex-esposa na mesma plataforma e receber uma das cotas de R$ 600,00 até que a situação seja esclarecida pelo órgão competente.

A possibilidade de o pai solteiro receber as duas cotas também é restabelecida na legislação, após o veto do dispositivo pelo presidente Jair Bolsonaro.

O projeto ainda determina que seja feito o pagamento retroativo aos pais que tiveram seu benefício subtraído ou recebido indevidamente por outro genitor ou genitora. Além disso, o texto sugere a criação de uma opção específica para denúncias deste tipo na central 180.

Por TribunaCeará / Foto reprodução

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s