SAÚDE | Fome emocional existe ? Dra Joice Castro explica

Durante a pandemia o consumo de alimentos enlatados, embutidos, ricos em açúcares, sódio, aditivos, edulcorantes, conservantes e gorduras saturadas cresceram bastante durante esse período de isolamento social, associando as facilidades que as empresas promoveram com
os serviços de delivery.

De acordo com a Nutricionista Joice Castro, a pandemia trouxe mais um problema para a grande parte da população, sendo esta o ganho de peso inesperado deixando as pessoas mais vulneráveis e colocando-as em grupo de risco, que é a obesidade, que conforme a Organização mundial de Saúde (OMS) é uma das doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) que está mais afetando a população, independente da faixa etária (adultos, crianças, gestantes, idosos).

Além do alto consumindo de alimentos com uma quantidades de calorias exorbitantes, os fatores como ansiedade por conta do isolamento social e das noticias que a mídia expõe nos meios sociais, acabam contribuindo para o ganho peso, o que reflete a desenvolver a fome emocional, que é quando o individuo sente a vontade de comer algum alimento especifico, porém ainda assim, não se sente satisfeito e exagera nas quantidades.

Logo após esse episódio de ansiedade e compulsão alimentar, o individuo passa a ter sentimento de culpa, tristeza e raiva, e por esses motivos passa a comer ainda mais alimentos industrializados com justificativa de que está em momentos de insatisfação de suas atitudes não controladas, entrando a partir daí em um ciclo vicioso. Para evitar a obesidade, ansiedade, depressão deve-se ter um equilíbrio alimentar, que é possível conseguir seguindo as dicas da nutricionista Joice:

  • Consumir pelo menos 2 litros de água por dia;
  • Consumir de 3 a 4 porções de frutas variadas (banana, morango, maçã, uva, kiwi, melancia e etc); , verduras e legumes (brócolis, couve flor, couve manteiga, tomate, cenoura, pepino e etc) ao longo do dia;
  • Preferir alimentos integrais, tais como: arroz integral, pão integral, batata doce, farelo de aveia, suco de uva integral e entre outros;
  • Preferir proteínas em cortes magros (Filé mignon, coxão mole, coxão duro, lagarto, músculo, filé de frango, lombo suíno, pernil suíno, ovo, e peixe);
  • Evitar alimentos com alto teor de gordura (margarina, óleos de soja, de milho, banha de porco);
  • Evitar alimentos com alto tor de açúcar (doces industrializados, sucos industrializados e etc);
  • Atividade física (em casa) pelo menos 3x/semana.

Praticando essas dicas, a redução de peso acontece e a qualidade de vida aumenta.

Joice Castro- Nutricionista CRN6:31141
“MANTER O EQUILIBRIO É O QUE PODE TE FAZER LIVRE DAS RESTRINÇÕES!”
Clinica Dr Lucidio
R. Aristídes Barreto, 934, São Benedito – CE, 62370-000
(88) 3626-2264

Siga-nos @conexaoibiapaba

Por Dra Joice Castro / Foto divulgação

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s