EDUCAÇÃO

EDUCAÇÃO 4.0 | Conceitos e Abordagens

Não tem mais volta, a Educação 4.0 chegou! O termo está ligado à revolução tecnológica que inclui linguagem computacional, inteligência artificial, Internet das coisas (IoT) e contempla o learning by doing que traduzindo para o português é aprender por meio da experimentação, projetos, vivências e mão na massa.

Não existe um modelo pronto para aplicar e todos podemos (e devemos) contribuir, quebrando velhos paradigmas de anos impostos em uma educação descontextualizada, pautada em transmissão de conhecimento e ambientes pouco propícios ao processo de aprendizagem. Para muitos educadores ligados ao tema, o modelo pautado na cultura maker – do faça você mesmo – é um dos caminhos.

Essa imersão em Educação e tecnologia deixou claro que é possível realizar uma educação regrada em criatividade e inventividade, usando vários recursos e contando com um ambiente baseado em experimentação com o aluno no centro do processo de aprendizagem. Equipamentos são importantes, mas é fundamental que venham acompanhados de práticas pedagógicas que possibilitam vivências significativas, respeitando docentes e alunos.

Por novaescola / Foto reprodução

EEEP Antonio Tarcísio Aragão | Palestra sobre orientação vocacional

Nesta sexta-feira (8) foi realizada uma palestra no auditório Escola EEEP Antonio Tarcísio Aragão no auditório sobre Orientação Vocacional com às turmas do último ano do Ensino Médio , com a Palestrante Professora Sandra Sales. “Nesta fase os alunos ainda tem muitas dúvidas quanto a escolha de seu curso de graduação, então o momento foi de encorajá-los já que estão na fase final do Enem. Neste momento eles estão vivendo sobre pressão, o mais adequado e sugerido foi aproveitar o sábado para administrar o equilíbrio emocional”. Agradecemos ao Diretor Marconi Filho e toda sua equipe pelo excelente acolhimento. Veja mais fotos na galeria.

Enem IPU| EEFM DELMIRO GOUVEIA

Foi realiza (05) Palestra motivacional na EEFM Dlmiro Gouveia, nos turnos manhã e tarde, com objetivo que encorajar os alunos para a segunda etapa do Enem que será realizado no dia (10). Agradecemos à acolhida da diretora Cacilda e de toda sua equipe.


Enem- Gabaritos serão divulgados no dia 13 de Novembro

Os gabaritos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) serão divulgado no dia 13 de novembro, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Texeira (Inep). Os participantes fazem hoje (3) as provas de redação, linguagens e ciências humanas. No dia 10, fazem as provas de matemática e ciências da natureza.

Desde as 18h30 deste domingo, os estudantes já podiam sair dos locais de prova com os Cadernos de Questões do Enem, o que ajuda na hora de conferir os gabaritos.

No dia 13, os participantes poderão acessar os gabaritos pelo portal do Inep ou pelo aplicativo do Enem. No total, são seis gabaritos para cada dia e seis Cadernos de Questões, de acordo com as cores da prova e opções acessíveis.

Segundo o Inep, os candidatos deverão ficar atentos para conferir o gabarito relativo à cor de prova que fez em cada domingo de aplicação.

Mesmo com o gabarito em mãos, não será possível saber a nota final do Enem. Isso por que o sistema de correção da prova, que segue a chamada Teoria de Resposta ao Item (TRI), não atribui um valor fixo para cada questão.

Os resultados individuais do Enem 2019 serão divulgados também na Página do Participante ou no aplicativo do Enem, em data a ser anunciada, a partir de consulta com CPF e senha. A previsão é de que ocorra em janeiro.  

De acordo com o Inep, o resultado dos participantes eliminados não será divulgado, mesmo que eles tenham realizado o Enem nos dois dias de aplicação. Para os treineiros, que fazem o exame para autoavaliação de conhecimentos, a consulta só será liberada 60 dias após a divulgação dos resultados.

Por agência Brasil


Ensino Virtual

De acordo com Infoescola a Educação a Distância se diferencia da tradicional em diversos aspectos. Na EaD, os alunos e professores estão separados espacial e/ou temporalmente, ou seja, não se encontram presencialmente em uma sala de aula. O ensino acontece pelo intermédio de diversas tecnologias, como a internet e as hipermídias. Além disso, também podem ser utilizados outros recursos, televisão, vídeos, biblioteca virtual e telefones. A modalidade semipresencial é uma opção para o aluno ter a oportunidade de interagir com um tutor e seus colegas, normalmente os encontros acontecem até duas vezes por semana, este número de dias poderá variar de acordo com a carga horária ofertada a cada dia. A variedade de cursos que podem ser oferecidos na modalidade EaD é muito grande: é possível obter diplomas desde níveis técnicos até pós-graduações. O que mais atrai o aluno na modalidade a distância é a flexibilidade de horário e a mensalidade.


PRÁTICAS PEDAGÓGICAS ATRAVÉS DE METODOLOGIAS ATIVAS

A aprendizagem baseada em problemas, project based learning (PBL), tem como propósito fazer com que os estudantes aprendam através da resolução colaborativa de desafios. Ao explorar soluções dentro de um contexto especifico de aprendizado, que pode utilizar a tecnologia e/ou outros recursos, essa metodologia incentiva a habilidade de investigar, refletir e criar perante a uma situação.

O professor atua como mediador da aprendizagem, provocando e instigando o aluno a buscar as resoluções por si só. O docente tem o papel de intermediar nos trabalhos e projetos e oferecer retorno para a reflexão sobre os caminhos tomados para a construção do conhecimento, estimulando a critica e reflexão dos jovens.


CONCURSO IBGE

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) segue recebendo inscrições ao seu processo seletivo de edital nº 3/2019 para Coordenador e Agente Censitário. Ao todo, o Concurso IBGE, organizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), vai suprir um total de 2.658 vagas, todas para o Censo Demográfico 2020.

Veja as vagas

  • Coordenador Censitário Subárea (CCS): 1.343 vagas temporárias para todos os estados. Para concorrer é necessário possuir o ensino médio completo e Carteira Nacional de Habilitação (CNH), no mínimo, na categoria B (demais requisitos específicos estão no edital). A retribuição mensal é de R$ 3.100,00.
  • Agente Censitário Operacional (ACO): 1.315 vagas temporárias distribuídas entre as 27 capitais. Para disputar uma das chances é preciso possuir o ensino médio completo e cumprir os outros requisitos previstos no regulamento. A retribuição mensal é de R$ 1.700,00.

A jornada de trabalho é de 40 horas semanais, sendo 8 horas diárias. Além da retribuição mensal mencionada, o contratado fará jus ao auxílio alimentação, auxílio transporte e auxílio pré-escolar.

O que fazem Agentes e Coordenadores Censitários

Os Agentes Censitários Operacionais realizam atividades relacionadas à parte administrativa e de informática na Unidade em que estiverem lotados, organizando, produzindo e controlando documentos, processos, procedimentos, dados e informações, além de desempenharem uma série ampla de atribuições, que podem ser conferidas no edital.

Já os Coordenadores Censitários Subárea, prevê o edital, responderão “por questões técnicas, administrativas e operacionais, conforme orientações institucionais e de seu superior do quadro de pessoal efetivo do IBGE”, e desempenharão muitas outras tarefas.

Inscrições

As inscrições podem ser realizadas até às 16 horas do dia 15 de outubro de 2019, por meio do acesso ao endereço eletrônico da FGV https://fgvprojetos.fgv.br/concursos/ibgepss2019.

O valor da taxa de inscrição é de R$ 42,50 para a função de Agente Censitário Operacional e de R$ 58,00 para Coordenador Censitário.